“Nunca devemos parar de lutar” – Aida Carlos Lemos

Aida Carlos Lemos tem 23 anos de idade mora na cidade de Quelimane. Ela é estudante do segund ano do curso médio de medicina preventive, e embaixadora DREAMS desde 2018.

Aida Carlos Lemos tem 23 anos de idade mora na cidade de Quelimane. Ela é estudante do segundo ano do curso médio de medicina preventive, e embaixadora DREAMS desde 2018.
Na sua experiência de trabalho com a comunidade há vários episódios que a marcaram pela positive, sobretudo de raparigas transformadas graças ao programa DREAMS.
“Na minha comunidade havia uma rapariga que se prostituia e não ia à escola. Mas quando ela veio ao nosso clube, ela foi mudando. Eu criei condições no grupo para que minhas raparigas não dependessem dos seus parceiros em termos financeiros. Criamos um grupo de poupança. Nós conseguimos adquirir dinheiro vendendo roupas de pano e fazendo alguns bordados, panos de mesa e as raparigas vendiam. Por exemplo se vendessem uma peça a 150 meticais, elas dividiam o valor e usavam o mesmo para poupança. É assim que essa rapariga deixou de se prostituir e voltou à escola”, conta Aida, emocionada.
Por exemplos como o atrás mencionado, Aida acredita que o DREAMS está a contribuir para um futuro risonho das raparigas da sua comunidade.
“Eu vejo um futuro melhor para as raparigas da minha comunidade. Se hoje as raparigas estudam, eu creio que um dia podem até me surpreender. Algumas estão no ensino secundário e outras fazem seus próprios negócios. Eu só espero um futuro brilhante para as minhas raparigas”, afiançou.
Aida revela que ela mesma passou por experiências difíceis na sua vida, e usa o seu exemplo de vida para apoiar outras raparigas.
“Eu fui uma das raparigas que me propstitui. Mas uma mentora e outras raparigas conseguiram alcançar-me e tirar-me do caminho obscuro que eu estava envolvida. A minha mentora nunca me deixou de fora. Sempre estive com ela e sempre me apoiou muito. É por isso que eu apoio as outras meninas através do meu exemplo”, contou.
Aida tem uma palavra de combate, que usa com raparigas da sua idade, para motiva-las a serem donas do seu destino, e livres do HIV e da Violência Baseada no Gênero: “Nunca tenham medo dos seus problemas. Tenham sempre toda segurança para dizer não ao abuso, com toda a determinação do mundo. Eu creio que nós vamos conseguir. Nunca devemos parar de lutar por nós. Eu espero que as raparigas sejam mais determinadas e resilientes”, apela.
O programa DREAMS é focalizado nas raparigas dos 9-24 anos e é implementado pelo Governo de Moçambique, com apoio do Plano de Emergência do Presidente dos E.U.A para o Alívio do SIDA –PEPFAR, fornecendo um pacote abrangente e multissectorial de intervenções para abordar os principais factores que tornam as meninas e mulheres jovens particularmente vulneráveis ao HIV. Isso inclui factores estruturais, como violência baseada no gênero, falta de oportunidades económicas e falta de acesso à escola. O DREAMS agrupa várias intervenções ao mesmo tempo para que as meninas e mulheres jovens se mantenham protegidas do HIV e outros riscos.
As Embaixadoras DREAMS são raparigas que demosntram qualidades de superação e liderança e que são treinadas e capacitadas para promover a ligação dos seus pares aos serviços dedicados a estes, maximizando o impacto do programa DREAMS e liderando iniciativas de advocacia a todos níveis.