Flag

An official website of the United States government

Política e História
4 MINUTE READ

Relações E.U.A. – Moçambique

Em 25 de Junho de 1975, os Estados Unidos reconhecem a República Popular de Moçambique quando o Presidente Gerald R. Ford enviou uma carta nesse sentido ao Presidente Samora Moisés Machel.

Os Estados Unidos e Moçambique estabeleceram relações diplomáticas a 23 de Setembro de 1975, quando o Secretário de Estado Henry Kissinger e o Ministro dos Negócios Estrangeiros Joaquim Alberto Chissano rubricaram um comunicado conjunto. A Embaixada dos E.U.A abriu mais tarde naquele ano.

Desde então temos relações contínuas com Moçambique e temosimportantes laços entre os nossos países: Eduardo Mondlane obteve graus académicos de duas universidades Americanas e Janet, a mulher Americana que tornou-se sua esposa, dedicou-se a Moçambique; Maria de Lurdes Mutola, orgulhosa filha de Moçambique cujos talentos foram desenvolvidos nos Estados Unidos e que tornou-se uma incrível atleta campeã; o encontro histórico entre Samora Machel e Ronald Reagan.

Os Estados Unidos prestaram assistência após as trágicas inundações de 2000, quando 115 mil famílias receberam subsídios individuais dos Estados Unidos para ajudá-los a reconstruir as suas vidas. A assistência dos E.U.A continua em vários sectores – agricultura, educação, democracia e governação, e claro, o sector da saúde, especialmente através do programa PEPFAR que, em parceria com o governo Moçambicano salvou centenas de milhares de vidas dos efeitos do HIV/SIDA.

Ao todo, os Estados Unidos contribuíram com mais de 6 bilões de dólares em assistência a Moçambique, desde 1984.

Prioridades Actuais

Os Estados Unidos trabalham em parceria com Moçambicanos para desenvolver um Moçambique mais próspero, democrático e inclusivo.

A maior parte do nosso apoio anual é através do Programa de Emergência do Presidente para o Alívio da SIDA (PEPFAR). Há literalmente centenas de milhares de moçambicanos que estão vivos hoje graças à ajuda do governo dos E.U.A no combate ao HIV e ao SIDA. Sabemos que com o investimento contínuo, a parceria com o governo de Moçambique e, nomeadamente, o fim do estigma e da discriminação, podemos acabar com a epidemia do SIDA aqui.

Também apoiamos a sociedade civil e o sector de segurança, a conservação ambiental e a educação. Estamos focados no desenvolvimento económico e na melhoria dos meios de subsistência, especialmente nas zonas rurais. Os programas do govern dos E.U.A visam aumentar a produção, melhorar o acesso ao mercado e ao crédito e transformar a agricultura de subsistência em agricultura comercial. Nosso apoio é projectado para ajudar a criar oportunidades através de empreendedorismo, acesso a mercados e um clima de negócios saudável.

Outros programas significativos de ajuda externa dos E.U.A incluem o Corpo de Paz, a Iniciativa Feed the Future, a Iniciativa Presidencial contra a Malária, a Iniciativa Global sobre Mudança Climática e o desenvolvimento económico. Também prestamos assistência através do Millennium Challenge Corporation (MCC) Compact, que concluiu em 2013 após um investimento de quase 448 milhões de dólares.