Flag

An official website of the United States government

E.U.A. Concede Moçambique 30 Milhões de Dólares de para Fazer Face à Insegurança Alimentar
8 MINUTE READ
Junho 21, 2021

O Embaixador Hearne a esquerda reune se com o Director Executivo do PMA Beasley a direita para discutir a parceria EUA PMA na resposta a situacao humanitaria em Mocambique.

Embaixada dos E.U.A.

Avenida Kenneth Kaunda, 193

Caixa Postal, 783

Maputo

MOÇAMBIQUE

COMUNICADO DE IMPRENSA

Governo dos E.U.A. Concede 30 Milhões de Dólares ao Programa Mundial de Alimentação para Fazer Face à Insegurança Alimentar em Moçambique

21 de Junho de 2021 – O governo dos E.U.A., através da sua Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID), concedeu 30 milhões de dólares ao Programa Mundial da Alimentação (PMA) para combater a insegurança alimentar nas comunidades afectadas pela violência contínua em Cabo Delgado e naquelas afectadas por desastres naturais nas províncias de Sofala e Manica.  O governo dos Estados Unidos é o maior doador do PMA em Moçambique, com um total de 130 milhões de dólares em contribuições desde 2018.

A 15 de Junho, o Embaixador dos E.U.A. em Moçambique, Dennis W. Hearne, e o Director Executivo do PMA, David Beasley, reuniram-se para discutir a parceria entre os E.U.A. e o PMA na abordagem das necessidades dos cerca de 800.000 deslocados internos em Moçambique e das suas comunidades de acolhimento.  “A situação humanitária no norte de Moçambique é preocupante”, disse o Embaixador Hearne.  “O Governo dos E.U.A. continua empenhado em apoiar o governo de Moçambique e o povo moçambicano na resposta a esta complexa crise”, afirmou.  “Isto inclui ajudar as muitas famílias e comunidades moçambicanas que têm acolhido os seus vizinhos, deslocados das suas casas devido à violência em Cabo Delgado”.

O Director Beasley disse: “Estamos extremamente gratos por esta generosa contribuição e pelo apoio dos Estados Unidos aqui em Moçambique.  Através da ajuda do PMA para salvar vidas de famílias afectadas pelo conflito, estamos a plantar as sementes da paz.  Mas isto não é suficiente,” disse ele.  “Temos de trabalhar mais em conjunto para assegurar a recuperação a longo prazo e o bem-estar das pessoas, ajudando-as a prosseguir e dando-lhes esperança de um futuro melhor.

O PMA irá utilizar a maior parte dos 30 milhões de dólares em novos financiamentos para fornecer assistência alimentar de emergência a 116.500 moçambicanos deslocados pela violência em Cabo Delgado, oferecer apoio nutricional a crianças deslocadas, donativos de alimentos e vales de alimentos a 7.600 refugiados.  O financiamento irá cobrir também a logística crítica, coordenação e apoio à gestão da informação do Serviço Aéreo Humanitário das Nações Unidas (UNHAS), bem como assistência alimentar de emergência a mais de 30.000 moçambicanos afectados por ciclones nas províncias de Manica e Sofala.

Os programas de segurança alimentar são uma componente crítica da assistência mais ampla do Governo dos E.U.A. em Moçambique, destinada a satisfazer as necessidades imediatas das comunidades afectadas e a construir resiliência para futuras emergências.  Em estreita colaboração com o Governo da República de Moçambique, o Governo dos E.U.A. fornece mais de 500 milhões de dólares em assistência anual para melhorar a qualidade dos cuidados de saúde e da educação, promover a prosperidade económica, e apoiar o desenvolvimento global da nação.

A Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID) lidera o desenvolvimento internacional do Governo dos Estados Unidos e a assistência a desastres através de parcerias e investimentos que salvam vidas, reduzem a pobreza, fortalecem a governação democrática e ajudam as pessoas a sair de crises humanitárias.  Para mais informações sobre o trabalho da USAID para promover o desenvolvimento sustentável e o avanço da dignidade humana, visite www.usaid.gov  

O Programa Mundial de Alimentação das Nações Unidas (PMA) é o vencedor do Prémio Nobel da Paz 2020.  O PMA é a maior organização humanitária do mundo, salvando vidas em situação de emergência e utilizando a assistência alimentar para construir um caminho para a paz, estabilidade e prosperidade das pessoas que se recuperam de conflitos, desastres e do impacto das alterações climáticas.

Para mais informações respeitantes a este comunicado de imprensa, queira contactar a Secção de Imprensa da Embaixada dos E.U.A. pelo MaputoPress@state.gov.

###