Flag

An official website of the United States government

Contactar-nos

Contactos de emergência

Cidadãos dos E.U.A. que exigem serviços de emergência depois de horas, nos fins de semana ou em feriados, deve chamar: (+258) 840958000

Hospital Central
21325000/21325009

Bombeiros
21322222/800198198

Informações
1230

Aeroporto
21465827/9

Polícia
21325031

No caso de Emergência

O que constitui uma emergência?

  • A morte, prisão ou ferimento grave/ doença grave de um cidadão Americano;
  • Quando um cidadão Americano for vítima de crime grave;

O que não constitui uma emergência?

  • Os pedidos de informações sobre os vistos de não-imigrante ou imigrante, incluindo cartão de residente permanente e naturalização;
  • Questões sobre passaporte normal ou cidadania;
  • Os pedidos de informações sobre os serviços notariais, Segurança Social, Assuntos dos Veteranos ou tributação.

Numa situação de emergência envolvendo um cidadão Americano ligue para +258840958000.

Para todas as outras perguntas:

E-mail: MaputoUSCitizens@state.gov

Embaixada Maputo

Embaixada dos E.U.A. – Maputo
Avenida Marginal, 5467
Maputo, Moçambique

(+258) 855911911
(+258) 840958000
MaputoUsCitizens@state.gov

A Embaixada está fechado aos feriados federais dos E.U.A. e nos feriados nacionais moçambicanas.

Horário da Embaixada

Segunda a Quinta-Feira das 0730 as 1200 – 1300 as 1730

Sexta-Feira das 0730 as 1130

Secção Consular

Segunda a Quinta-Feira das 0730 as 1200; 1300 as 1600
Sexta-Feira das 0730 as 1100

Serviços fornecidos aos cidadãos americanos todos os dias durante as horas normais de expediente.

consularmaputo@state.gov

Secções e Escritórios

Secções e Escritórios

Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC)

Os Centros para Controlo e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC) estabeleceram um escritório em Moçambique em 2000. O trabalho do CDC foca-se principalmente na prevenção, cuidados e tratamento do HIV / SIDA, e é financiado pelo Plano de Emergência do Presidente para o Alívio do SIDA (PEPFAR). O pessoal altamente qualificado do CDC colabora estreitamente com o Ministério da Saúde de Moçambique, universidades locais e outros parceiros governamentais e não governamentais para os apoiar na melhoria das políticas de saúde pública, serviços e capacidade. Os funcionários do CDC também actuam como consultores técnicos sobre uma variedade de questões de saúde além do HIV, incluindo a malária (através da Iniciativa Presidencial contra a Malária), resposta a surtos e a vigilância de doenças.

Corpo da Paz em Moçambique

O programa Corpo da Paz em Moçambique está em vigor desde 1998 e actualmente conta com 200 Voluntários que trabalham em todas as 11 províncias de Moçambique.Trabalhando no nível da base, os Voluntários trabalham por um período de dois anos e desenvolvem relações com Moçambicanos, promovendo a paz e a amizade, e uma melhor compreensão entre Moçambicanos e Americanos, e fornecendo assistência técnica em dois grandes sectores: Educação e Saúde.

O Sector de Educação tem aproximadamente 120 Voluntários que ensinam Inglês, Matemática e Ciências em Escolas Secundárias e Institutos de Treinamento para Professores de Escolas Primárias. O Sector de Saúde inclui aproximadamente 80 Voluntários que trabalham actividades de cuidados e prevenção do HIV/SIDA, prevenção e educação em malária e capacitação e desenvolvimento organizacional. Os voluntários também trabalham com grupos de jovens em uma variedade de ambientes e actividades, incluindo o desenvolvimento de liderança, consciencialização de género e saúde, artes e música, teatro e fortalecimento da língua inglesa.

Plano de Emergência do Presidente dos E.U.A. para Alívio da SIDA (PEPFAR)

Através do Plano de Emergência do Presidente dos E.U.A. para Alívio da SIDA (PEPFAR), os Estados Unidos trabalham em parceria com os governos locais para ajudar a salvar as vidas daqueles que que sofrem de HIV / SIDA em todo o mundo.

O trabalho do Governo dos Estados Unidos na área do SIDA em Moçambique, através do programa PEPFAR, começou em 2004, e Moçambique é um dos 22 países da África que recebem o apoio do PEFPAR. Moçambique é, também, um dos três países da África que participa da iniciativa Violência Baseada no Género (VBG), com financiamento adicional para apoiar a prevenção, disponibilidade e qualidade dos serviços de VBG. O Governo de Moçambique e o Governo dos Estados Unidos assinaram o Quadro de Parceria que prevê planos estratégicos conjuntos de cinco anos para a cooperação entre os dois países para responder à epidemia de HIV. O quadro estratégico define prioridades comuns e as questões políticas fundamentais para enfrentar a epidemia em Moçambique e descreve o compromisso moçambicano e americano para alcançar essas prioridades estratégicas.

Serviços de Imprensa e Cultura

A Secção de Relações Públicas da Embaixada dos Estados Unidos em Maputo realiza actividades informativas, culturais e educacionais destinadas a promover a compreensão da política externa dos E.U.A. e da sociedade e valores Americanos. Actua como o braço de assuntos públicos da Embaixada dos Estados Unidos em Maputo, interagindo com a imprensa Moçambicana e internacional. Os programas culturais e educacionais da secção dão ênfase especial à democracia, aos direitos humanos, à saúde e às questões económicas. O Escritório de Relações Públicas também dirige o Centro Cultural Americano Martin Luther King, Jr., em Maputo.

Secção Política E Económica

A Secção Política e Económica da Embaixada dos E.U.A. em Maputo é responsável por uma vasta gama de questões políticas e económicas em Moçambique. Em coordenação com outras agências governamentais dos E.U.A. e sob a orientação do Embaixador dos E.U.A. em Moçambique, a Secção Política e Económica cobre as seguintes responsabilidades, funciona como ligação ou ponto de contacto com uma vasta gama de actores económicos e políticos em Moçambique; promove a política dos E.U.A. trabalhando com ministérios e agências moçambicanos, bem como com outras missões diplomáticas acreditadas para Moçambique; e elabora relatórios analíticos sobre a evolução económica, política e social em Moçambique;

Serviço Comercial dos E.U.A.

O Serviço Comercial dos E.U.A é parte do Departamento de Comércio dos E.U.A., Administração do Comércio Internacional, a agência oficial de promoção do comércio do governo dos E.U.A.. Profissionais de comércio dos Serviços Comerciais dos E.U.A. em mais de 100 cidades dos E.U.A. e em mais de 75 países ajudam empresas Americanas a começarem a exportar ou aumentar as vendas para novos mercados globais. O Serviço Comercial dos E.U.A. apoia as empresas Americanas fornecendo serviços de aconselhamento, dados de mercado, estabelecimento de parcerias entre empresas, e advocacia bem como um programa robusto de eventos de promoção comercial.

Secção Consular

A Secção Consular fornece uma variedade de serviços aos Americanos em Moçambique, bem como a emissão de vistos para viajar para os Estados Unidos.

Escritório Adjunto de Defesa

O Escritório de Apoio à Defesa dos Estados Unidos (USDAO) representa os Departamentos de Defesa (DoD), Exército, Marinha, e Força Aérea. Como representantes oficiais do Secretário de Defesa, o Presidente – Chefe de Estado-Maior Conjunto, Secretários de Serviço Militar e Chefes de Estado-Maior de Serviço, o USDAO Maputo é responsável pela gestão de relações militares, coordenação de intercâmbios militares entre os E.U.A. e Moçambique e manter o DoD informado sobre as relações militares E.U.A. / Moçambique.

As actividades em curso incluem o Plano de Emergência do Presidente para o Alívio da SIDA (PEPFAR), o programa de Capacitação e Assistência às Operações de Contingência para África (ACOTA) e outros programas de assistência e formação em matéria de segurança. O USDAO Maputo gere o Programa de Formação Internacional em Educação Militar (IMET) em Moçambique, que envia oficiais seleccionados para os Estados Unidos para formação avançada sobre uma grande variedade de assuntos.

USAID Moçambique

A USAID, a Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional, é o braço de desenvolvimento do Governo dos Estados Unidos. Em Moçambique, a USAID trabalha na agricultura e na segurança alimentar; democracia, direitos humanos e governança; crescimento económico e comércio; educação; meio ambiente; e saúde global.